quinta-feira, 16 de maio de 2013

Sugestões de jogos para alfabetização



Sugestões copiadas do facebook.com/pages/Jogos-de-sucata-na-sala-de-aula

 São  maravilhosas as idéias e sugestões  encontradas nesse facebook: Jogos de sucata na sala de aula. 


Ao jogar, a criança experimenta, descobre, inventa, aprende, argumenta e, sobretudo, estimula a curiosidade, a autoconfiança e a autonomia. Aprende a conviver em grupo e a lidar com frustrações quando não ganha o jogo, apura a concentração e a atenção. 
Brincar é indispensável à saúde física, emocional e intelectual da criança.





Que tal alfabetizar brincando?
Cabo de vassoura, parafuso curvado, madeira de caixote, alfabeto móvel e um bonequinho de papel com os membros recortados e presos com fita adesiva é o necessário para confeccionar uma forca. Boa diversão e excelente alfabetização


A tabuada é um tipo especial de tabela, que no Ensino Fundamental I, está associada à memorização de fatos aritméticos e, de todas as operações, em especial, dos fatos da multiplicação.
Um dos fatores da criança não gostar da tabuada é que ela sempre foi um aprendizado mecânico. Tinha-se que decorar a tabuada inteira e pronto. Os professores não faziam com que os alunos entendessem o processo, exigiam apenas a memorização.
Todo esse processo de decorar acaba sendo cansativo para o aluno. E é normal que ele acabe ficando com uma birra por causa da tabuada; é um processo de decoração e não de entendimento.
Existem técnicas que ensinam a tabuada sem ser na base da decoração. Se o aluno entender todo o processo, a tabuada deixará de ser a vilã do ensino. A pressão também colabora para que ele não goste naturalmente da tabuada.
O método mais fácil de fazer com que a criança goste da tabuada é fazer com que ela não decore, e sim aprenda. Ela precisa entender o que isso significa e porque é usado.
Os recursos concretos ilustram a explicação do professor e assim, facilitam a compreensão.
Com a tabuada concreta é possível trabalhar com a multiplicação, utilizando a quantidades de tampinhas vezes a quantidade de potes, vai se obter o resultado da multiplicação. Exemplo: se tenho 5 potes e cada um tem 4 tampinhas no total terei 20 tampinhas. Na divisão é só fazer o inverso da multiplicação, exemplo: se eu tenho 20 tampinhas e as divido em 5 potes terei como resultado 4 tampinhas em cada pote. Na adição é só utilizar o princípio da junção das tampinhas e na subtração retirá-las de uma quantidade.
Na Educação Infantil, esse material pode ser utilizado com outras finalidades como: seleção, ordenação e identificação de cores ou quantidades. É possível também organizar uma sequência numérica, colocando em cada pote uma quantidade de tampinhas de forma crescente de 1 a 10, por exemplo.







3 comentários:

  1. Como montar a tabuada concreta, quantas tampinhas e quantos potes??? Gostei muito dessa ideia!!! Bjos

    ResponderExcluir
  2. ACHEI INTERESSANTE FAZER ENTENDER E NÃO DECORAR

    ResponderExcluir

 

Professora Geórgia Template by Ipietoon Cute Blog Design